Entenda os riscos de escolher um seguro inapropriado 5


Contratar um seguro é uma opção cada vez mais comum das famílias brasileiras. Os seguros trazem tranquilidade e diminuem a ansiedade decorrente da insegurança face às incertezas do futuro. Pensando nisso, o mercado desse ramo está se diversificando para atender às exigências de um mundo mais complexo e sofisticado, por essa razão, diante da grande oferta de serviços, é preciso ficar atento na hora de escolher seguro ideal para o seu perfil e de sua família.

Os riscos de escolher o seguro inapropriado são enormes. Antes de fechar o contrato é fundamental que você não tenha dúvidas quanto ao prêmio a ser pago, coberturas, serviços incluídos, benefícios e obrigações da seguradora e do segurado. Além disso, é importante fazer uma pesquisa exaustiva sobre a empresa contratada para levantar como é o seu atendimento e suporte ao segurado. Já pensou, se no meio do sinistro, você não receber uma assistência satisfatória e ser abandonado à própria sorte?

Não existem dúvidas quanto à importância dos seguros, mas você sabe como escolher o seguro apropriado para as suas necessidades? Sabe como o seguro determina os riscos? Entende quais são os serviços de cobertura geralmente oferecidos no mercado?

Para responder a essas e outras dúvidas, preparamos o post de hoje com informações relevantes que devem ser levadas em conta. Confira!

Saiba como escolher um seguro que atenda às suas necessidades

Muitos consumidores se norteiam apenas no quesito preço para escolher entre uma corretora e outra. Entretanto, este detalhe não deve ser o único a ser levado em consideração ou as suas chances de ter dores de cabeça no futuro serão enormes. Na pesquisa de seguros, considere os seguintes fatores:

1. Entenda as suas necessidades

Antes de fazer seguro de vida, por exemplo, analise as demandas financeiras de sua família. O casal tem filhos que precisarão de recursos para estudar? Ambos os cônjuges trabalham e têm renda o suficiente para manter a casa sozinho caso um deles falte? Por quanto tempo seus dependentes precisarão de auxílio financeiro?

Avalie cada um desses detalhes e mensure isso em valor. A partir desse quantum, ficará mais fácil pedir orçamentos às corretoras.

2. Saiba o que está contratando

Muitos segurados não sabem o que seu seguro lhes dá direito. Devido à grande concorrência no mercado, hoje em dia, as corretoras oferecem vários benefícios extras como forma de diferenciação.

Fique sempre atento a todos os detalhes do contrato para não pagar por serviços que não são necessários para você. Cada uma dessas vantagens encarece muito a apólice e podem não valer a pena se você não as utiliza.

3. Seja honesto no questionário

As corretoras disponibilizam questionários para que o cliente preencha e elas possam avaliar os riscos e determinar o valor do seguro. Por mais que muitos riscos encareçam seu seguro, jamais minta neste questionário: isso poderá te trazer grandes transtornos no futuro. Mentiras no questionário poderão fazer com que a seguradora se recuse a pagar a indenização em caso de sinistro.

Por meio desse formulário, a empresa a ser contratada entenderá suas necessidades e oferecerá um pacote de serviços que seja mais adequado ao seu perfil. Faça, pelo menos, três orçamentos com seguradoras e corretoras diferentes, assim será mais fácil obter descontos.

4. Tire todas as suas dúvidas

É o seu corretor de seguros que será o responsável por intermediar todas as suas solicitações junto à seguradora. Aproveite este momento pré-contrato e esclareça todas as suas dúvidas. A corretora de seguros deve passar confiança e oferecer um serviço de assistência completa, tanto para te vender o seguro como para ampará-lo em um sinistro. Fuja de fraudes e serviços pós-vendas incompetentes.

Antes de fechar o contrato, é necessário conhecer a tradição da corretora e seguradora no mercado. Para isso, você poderá consultar o site da Superintendência Nacional de Seguros (SUSEP) e ainda verificar se não há reclamações da contratada no PROCON.

Entenda como o seguro determina os riscos

Como já comentamos, o valor do seguro é determinado por uma série de fatores que são considerados a fim de precisar os riscos. No seguro de automóveis, por exemplo, esses riscos podem ser furtos, roubos, colisões, etc. São considerados três fatores pelas seguradoras para determinar o prêmio ou valor do seguro. Vejamos:

1. Estatísticas de sinistros da seguradora

A seguradora, antes de assumir o compromisso de ter que pagar uma indenização, analisará o risco para saber se é possível aceitá-lo. Para isso, ela usa conceitos da Estatística para averiguar qual é a probabilidade do risco ocorrer e, se ocorrer, qual é a sua capacidade financeira para bancar a indenização ao segurado sem comprometer as suas finanças.

Nos seguros de automóveis são analisados marca, modelo, índice de roubo e regiões onde o carro circula mais. Um veículo com motor potente geralmente tem um seguro mais caro, já que as chances de colisão são maiores. Carros populares também têm seus seguros encarecidos uma vez que o índice de roubo é maior, porque suas peças são mais comerciais.

2. Serviços de coberturas contratados

Geralmente, os seguros de automóveis oferecem várias modalidades de cobertura. As principais são:

2.1. Seguro contra roubo ou incêndio

Essa é uma das modalidades mais contratadas, porque seu prêmio é menor. Ela não protege o segurado de danos decorrentes de colisão de veículos, danos a terceiros, reparos de vidros, etc. Por essa cobertura ser a mais básica, geralmente também não conta com assistência 24 horas ampla.

2.2. Seguro responsabilidade civil contra atos de terceiros

Essa modalidade protege o segurado se este provocar danos a terceiros. Estes danos poderão ser materiais ou morais. Isto inclui desde consertos ao veículo do condutor, até eventuais gastos com a hospitalização de vítimas e processos na justiça por danos causados a terceiros.

2.3. Seguro total

Esse é o tipo de seguro mais caro, pois além de compreender as modalidades acima, também cobre indenizações por colisão de veículos.

3. Perfil de risco do segurado

O perfil do condutor também exerce papel chave na definição do prêmio do seguro de automóvel. Seguros de mulheres são mais baratos, assim como seguros para pessoas com idade mais avançada, que têm mais experiência na direção.

Escolher o seguro apropriado é a melhor forma de proteger seu patrimônio e evitar perdas financeiras que possam comprometer o seu orçamento familiar. Essa escolha deve ser feita com muita parcimônia para que você não entre em fraudes e perca dinheiro.

Por isso, na dúvida entre duas ou mais corretoras, opte sempre por aquela que oferece assistência 24 horas, tenha sólida experiência no mercado e conte com corretores que prestem um serviço satisfatório de consultoria.

Conseguiu entender como escolher um seguro de acordo com as suas necessidades? Ainda tem alguma dúvida sobre o assunto? Deixe o seu comentário!


Sobre Hygons Hypolito

"O maior beneficio dos seguros é dar tranquilidade para que as pessoas possam sonhar, ousar e realizar com a certeza de que os riscos de viver e trabalhar estão protegidos." Sou empreendedor, corretor de seguros, empresário, curioso, eterno aprendiz, viciado em tecnologia.


Sua opinião é o meu combustível!

5 pensamentos em “Entenda os riscos de escolher um seguro inapropriado